Carregando...

Perfil do Professor

Você está aqui : Home / Nossos Professores / Perfil do Professor

Abel Santana

''O ator deve trabalhar a vida inteira, cultivar seu espírito, treinar sistematicamente os seus dons, desenvolver seu caráter; jamais deverá desesperar e nunca renunciar e este objetivo primordial: amar sua arte com todas as forças e amá-la sem egoísmo.'' - C. Stanislavski

Abel Santana
A minha história no teatro é muito semelhante à de muitos atores. Desde criança tive interesse pelas artes dramáticas e sempre me entusiasmei com a atuação de atores e atrizes no Teatro, Cinema e TV.

Quando criança lembro-me que me expor era dificílimo tamanha a minha timidez. Aos 15 anos tive minha primeira experiência incentivada por uma das minhas mais adoráveis professoras que faço questão de homenagear aqui. Seu nome é Ednéa Peçanha Moreira e graças ao seu incentivo pude superar muitos obstáculos quando em um trabalho de literatura brasileira tive que adaptar uma obra literária para o teatro e no palco pude experimentar o prazer que só quem faz teatro sabe do que estou falando.

Daí em diante, o teatro passou a ser uma ferramenta quando a exposição era necessária. Sempre fui tímido e no teatro tive a oportunidade de desbloquear toda a timidez. E o maior ganho foi quando percebi que escrevia textos e que com eles poderia divertir pessoas.

Um outro ambiente também muito comum aos atores é a igreja. E foi nela que por diversas vezes tive a oportunidade de vivenciar personagens bíblicos e também de criar textos.

Eu desejava estudar teatro, mas não sabia onde e nem como. Por falta de informação e de incentivo caminhei para a Universidade onde pude cursar História e Ciências Econômicas, que me foram de grande valia para a construção do profissional nessas áreas e também foi de extrema importância para os meus conhecimentos de teatro. A arte dramática representa a evolução do ser humano ao longo do tempo e conhecer tanto a história do Mundo como a história do Brasil foi muito importante para a construção do conhecimento dramatúrgico. Além das graduações ainda fiz uma pós em Psicopedagogia e por incrível que pareça, sempre que possível usava o teatro nas apresentações dos trabalhos de sala ou nos intervalos para distrair os colegas de classe.

Daí em diante, tive que iniciar de fato minha carreira profissional como professor de história e sempre que possível pedia aos meus alunos que apresentassem trabalhos usando como ferramenta a dramatização. Também dei aulas de teatro para adolescentes nos anos noventa e escrevi boa parte das comédias que produzi. Além disso, ia sempre que possível assistir a espetáculos teatrais capixabas ou que vinham ao meu Estado (ES) e quando viajava sempre procurava verificar a produção cultural do local visitado.

A partir de 2002 sentia necessidade de me aprofundar na área tendo em vista que todo conhecimento adquirido resultava de vivências. Em 2004 efetivamente iniciei meus estudos na Escola de Teatro e Dança FAFI, a qual sou muito grato, pois em muito contribuiu para a minha formação consciente do papel do ator na sociedade, além de me deixar mais apaixonado ainda pela arte dramática.

Em 2005 voltei a escrever e apresentar meus trabalhos com grupos de teatro formado por estudantes do Ensino Fundamental e Médio da Escola São Domingos. Meu primeiro trabalho nesse ano foi uma adaptação de um texto que havia escrito em 1993, As Irmãs Galvão, uma peça alegre e divertida que conta a história de Teodora Galvão e suas “adoráveis” filhas que desejam insistentemente sair da pobreza. A partir daí produzimos, Romeu e Julieta nos Tempos da Brilhantina, uma história ambientada nos anos sessenta.

Em 2006, Malhakão, uma sátira aos padrões de beleza presentes em nossa sociedade e Sociedade.com, uma comédia sobre as neuras humanas, que trata das manias que temos e que aos olhos de muitos pode ser visto como loucura.

Em 2007 a Oficina de Atores Abel Santana se tornou uma realidade. A partir de então anualmente temos produzido espetáculos com o objetivo de divulgar as artes cênicas no Espírito Santo, e capacitar nossos alunos na área da interpretação.

Todos esses trabalhos têm me motivado e mostrado que é possível  fazer teatro amador de qualidade no ES e que isso é uma realidade não só de outros Estados, mas do Espírito Santo também.

Atualmente a Oficina de Atores Abel Santana tem como principal foco a formação de atores com conhecimento teórico e prático na arte de interpretar.



2007 - Graduado no curso de Qualificação Profissional
em Teatro (Ator) pela FAFI/ES.

DRT (Registro de Ator Profissional no Ministério do Trabalho)
Matrícula: 1058/2007
Entrega do Certificado na Assembléia Legislativa

1998 - Pós-graduado em Psicopedagogia pela
Universidade Estácio de Sá em parceria com a UVV;

1996 - Graduado em História (Bacharelado e
Licenciatura) pela Universidade Federal do Espírito
Santo (UFES);

1994 - Graduado em Ciências Econômicas
(Bacharel) pelo Centro de Ciências Sociais de
Vila Velha (UVV);